quarta-feira 17 de abril de 2024

Futebol Brasileiro

Enquanto Dani Alves cumpre pena na Espanha, o lugar onde Robinho foi visto no Brasil

Atacante foi condenado a 9 anos de prisão na Itália
sexta-feira 01 de março de 2024 | 21:25hs.
Robinho e Dani Alves foram companheiros de Seleção Brasileira
Robinho e Dani Alves foram companheiros de Seleção Brasileira

No dia 22 de fevereiro, Daniel Alves foi considerado culpado pelo crime de violência íntima, cometido contra uma jovem de 23 anos na noite do dia 30 de dezembro de 2022, em Barcelona. O lateral-direito, que está preso desde o dia 20 de janeiro do ano passado, foi condenado a quatro anos de prisão em regime fechado pelo crime, e ainda terá mais cinco em “liberdade vigiada” na Espanha.

Lee también: Depois da condenação, o susto que Dani Alves passou em Brians II

Por outro lado, outro jogador condenado por um crime semelhante ao do ex-jogador de Barcelona, Juventus, São Paulo e Seleção Brasileira segue aguardando o desfecho do seu caso. Robinho foi condenado na Itália a 9 anos de prisão pelo crime de violência íntima coletiva contra uma jovem de origem albanesa, na época com 22 anos. Naquela época, o atacante defendia o Milan.

Robinho: "Chelsea vendeu camisas com o meu nome e Madrid me ...
Robinho comemora gol pelo Real Madrid

Ao contrário de Daniel, que ainda pode recorrer em instâncias superiores da Justiça da Espanha, o ex-atacante do Real Madrid foi condenado definitivamente na instância mais alta da Itália, sem ter direito a recurso. Em 2022, o governo local solicitou ao Brasil a extradição de Robinho. Porém, de acordo com a Constituição Federal, o país não extradita os seus próprios cidadãos.

Lee también: Assim como Dani Alves: qual foi a condenação de Robinho na Itália

Recentemente, Robinho foi visto no CT Rei Pelé, onde treina o Santos, clube que o revelou para o futebol. Bicampeão do Campeonato Brasileiro (2002 e 2004), do Campeonato Paulista (2010 e 2015) e campeão da Copa do Brasil (2010), o “rei das pedaladas” esteve em um churrasco no local. Porém, segundo o clube, o atleta só estava acompanhando o filho, Robson Junior, que atua no time sub-17. No dia 20 de março, o STJ vai definir se Robinho cumpre a pena no Brasil, a pedido do governo italiano.