quarta-feira 17 de abril de 2024

Daniel Alves

Depois da condenação, o susto que Dani Alves passou em Brians II

Lateral foi condenado a quatro anos de prisão em regime fechado
quinta-feira 29 de fevereiro de 2024 | 18:38hs.
Daniel Alves pela Seleção Brasileira: três Copas do Mundo disputadas
Daniel Alves pela Seleção Brasileira: três Copas do Mundo disputadas

Daniel Alves foi condenado a quatro anos de prisão em regime fechado na última quinta-feira (22). O lateral-direito, multicampeão por clubes como Barcelona, Sevilla, Juventus e Seleção Brasileira, cometeu crime de violência íntima contra uma jovem de 23 anos, na noite do dia 30 de dezembro de 2022, na boate Sutton, em Barcelona.

Lee también: Surpreendeu: a atitude do Barcelona com Dani Alves mesmo após ter sido condenado

O jogador brasileiro afirmou, em depoimentos, que a relação com a vítima foi consensual. Porém, o atleta mudou a versão dos fatos mais de uma vez nos depoimentos prestados, ao contrário da vítima. Em 20 de janeiro do ano passado, Daniel foi preso preventivamente na Espanha e encaminhado ao Complexo Penitenciário Brians II, que fica nos arredores da capital da Catalunha.

Clube da Série A entra na briga por Daniel Alves e envia proposta ao  ex-lateral
Dani Alves durante passagem pelo São Paulo

Durante o período em que está preso na Espanha, o ex-jogador do São Paulo e do Paris Saint-Germain viveu os dois lados da moeda. Primeiramente, chegou a distribuir vários autógrafos aos outros detentos em camisas do Barcelona, clube que defendeu em duas passagens e conquistou 23 títulos em campo. Porém, com o avanço das investigações, o jogo virou do avesso.

Lee también: Martelo batido: a decisão da Justiça brasileira que deixa Robinho em maus lençóis

Em agosto do ano passado, um programa de TV espanhol chegou a noticiar que um dos prisioneiros relatou que o brasileiro chegou a ser intimidado e até ameaçado de morte. Vale lembrar que, mesmo estando detido e tendo sido condenado pela Justiça, Dani Alves pode recorrer em instâncias superiores do país. Antes de ser preso no ano passado, o jogador foi procurado por clubes como o Athletico-PR e também o Fluminense.