quarta-feira 17 de abril de 2024

Seleção Brasileira

Enfrentou Pelé e Garrincha, brilhou no Milan e agora perdeu a vida

Jogador fez história no Campeonato Italiano e teve a chance de enfrentar o Rei do Futebol
terça-feira 06 de fevereiro de 2024 | 22:50hs.
Pelé e Garrincha conquistaram as Copas de 1958 e 1962 juntos
Pelé e Garrincha conquistaram as Copas de 1958 e 1962 juntos

O futebol brasileiro e mundial tem enfrentado anos difíceis recentemente. No final de 2022, o maior jogador da história do esporte nos deixou: Edson Arantes do Nascimento, o rei Pelé, autor de 1.283 gols, vencedor de três edições da Copa do Mundo. No início de 2023, a torcida do Vasco da Gama se despediu de Roberto Dinamite, o maior ídolo da história do clube.

No começo de 2024, o único tetracampeão mundial de futebol nos deixou. Aos 92 anos, morreu Mário Jorge Lobo Zagallo, no dia 5 de janeiro. Campeão mundial em 1958 e 1962 como jogador, ele também conquistou a Copa em 1970 como técnico da melhor Seleção Brasileira de todos os tempos. Em 1994, levantou a taça como coordenador técnico do escrete canarinho.

Sweden and Fiorentina icon Hamrin dies aged 89 | Football – Gulf News
Kurt Hamrin em ação pelo Milan

E mais uma morte envolve a conquista do primeiro dos cinco títulos conquistados pelo Brasil. Depois da morte do Velho Lobo, o sueco Kurt Hamrin era o último sobrevivente dos jogadores que iniciaram a final do Mundial de 1958. Ele morreu no último domingo (4), de causas ainda não reveladas, aos 89 anos de idade.

Revelado pelo AIK, ele fez carreira mesmo na Itália. Hamrin é o 10º maior artilheiro da história do Campeonato Italiano, tendo passado por Fiorentina, Milan, Juventus, Napoli, entre outros. Na Viola, inclusive, teve números impressionantes: foram 289 jogos e 150 gols marcados entre os anos de 1958 e 1967. Agora, os 11 iniciais de Brasil e Suécia naquela final estão mortos.