quarta-feira 17 de abril de 2024

Flamengo

A atitude que a Conmebol pode tomar contra os brasileiros que revolta o Flamengo

Rubro-negro pode ser atingido mesmo sem estar diretamente envolvido na polêmica
sexta-feira 08 de dezembro de 2023 | 22:18hs.
Alejandro Domínguez, presidente da CONMEBOL, pode aplicar sanção que afeta o Flamengo
Alejandro Domínguez, presidente da CONMEBOL, pode aplicar sanção que afeta o Flamengo

A intervenção do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro na CBF, que destituiu o presidente Ednaldo Rodrigues de seu cargo, está sendo acompanhada de perto pela FIFA e pela CONMEBOL. O órgão da justiça comum ainda convocou novas eleições na entidade máxima do futebol brasileiro para daqui a 30 dias, onde um novo mandatário será escolhido para suceder Ednaldo.

Lee también: Endrick: Da Ascensão no Palmeiras ao Futuro Brilhante no Real Madrid

Os presidentes das duas entidades acima citadas, Gianni Infantino e Alejandro Domínguez, acompanham de perto os desdobramentos da bagunça que se tornou o futebol brasileiro. Inclusive, a FIFA não descarta nenhum tipo de sanção contra a CBF, que pode ser tanto uma multa financeira como a exclusão da Seleção Brasileira da próxima Copa do Mundo ou das Eliminatórias, por exemplo, ou a exclusão do Fluminense do Mundial de Clubes.

Marcos Braz agride torcedor do Flamengo em shopping; veja - 365Scores -  Notícias de futebol

Por outro lado, a confederação sul-americana pode até suspender as equipes brasileiras de disputar a Copa Libertadores da América e a Copa Sul-Americana, caso decida por uma punição mais branda. Palmeiras, Grêmio, Atlético-MG, Flamengo, Red Bull Bragantino, Fluminense e Botafogo vão disputar o principal torneio. Por outro lado, Cruzeiro, Corinthians, Cuiabá, Fortaleza, Internacional e Athletico-PR jogarão a Sula.

Lee también: O mais bem pago do mundo: esse seria o salário de Abel Ferreira no Qatar

O presidente do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), José Perdiz, foi nomeado como interventor na CBF, enquanto novas eleições são aguardadas para daqui a um mês. Como consequência dessa decisão, ficou anulada a eleição ocorrida em março de 2022, que elegeu Ednaldo e seus oito vice-presidentes. Todos agora perdem seus cargos.